O sintoma que se trata na psicanálise não é compartilhado: cada um tem o seu – Você sabe qual é o seu?